Não é chamado Rio Negro à toa

Praia do Rio Negro em São Gabriel da Cachoeira

Hoje eu fui pela primeira vez a uma praia de rio. O Rio Negro aqui em São Gabriel da Cachoeira faz realmente uma praia, com areia branquinha e tudo. Eu até perguntei se a areia tinha sido colocada ali, mas é natural mesmo. A praia se forma quando o rio está baixo, quando ele sobre cobre tudo, e fica mais com cara de rio como eu estou acostumada. Normalmente eu não gosto muito de rio porque não sei direito o que tem no fundo, mas eu curti muito essa praia do Rio Negro porque a gente fica pisando na areia o tempo todo.

A água do Rio Negro é escura mesmo. A prefeitura de São Gabriel da Cachoeira abastece todas as casas com a água dele. O banho aqui na pousada que não é pousada é quente, mas é de água de rio. Nas torneiras, no chuveiro e no vaso da para ver a cor escura dela. No vaso, sempre parece que alguém usou e esqueceu de dar descarga. E pra fazer comida é meio engraçado você jogar o arroz naquela água daquela cor.

Eu achei uma explicação para essas águas negras no site da revista Mundo Estranho:

Por que as águas do Rio Negro são escuras?

Porque são tingidas por ácidos liberados nos processos de decomposição de sedimentos orgânicos – que é o que não falta na floresta. Ao longo de seus 1 700 quilômetros, o Negro recebe naturalmente uma grande quantidade de restos de folhas, arbustos e troncos. No leito do rio, esses sedimentos são dissolvidos e decompostos. Nesse processo, ocorre a liberação de ácidos que dão à água aquela cor de chá. Outro fator importante é a idade avançada do terreno na região. “O Negro corre em uma área rochosa, de formação geológica muito antiga”, diz a engenheira florestal Hillandia Brandão, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Por isso, sua passagem não provoca a erosão das margens – como ocorre com outro grande rio amazônico, o Solimões – impedindo que assuma cor barrenta. No encontro entre esses dois rios, que se juntam para formar o Amazonas, o contraste fica evidente: ao longo de 6 quilômetros, as águas escuras do Negro correm ao lado do caudal marrom do Solimões.”

Anúncios

Sobre isisvalle

New media journalist, digital inclusion researcher and nutritionist to be.
Esse post foi publicado em Português e marcado , . Guardar link permanente.

5 respostas para Não é chamado Rio Negro à toa

  1. Edu Élleres disse:

    Aqui que você estava, amor?
    -0.136916,-67.080401
    Que vontade de estar por aí contigo…

  2. Isis disse:

    Essas pernas azedas de branca são suas? hahahahahaha

    Em Belém tem um laguinho assim entre as dunas… lá o povo chama de rio de coca-cola! hahahahaha

  3. benjamimray disse:

    Legal o post!!

    Abcs

    Ray

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s