Vai um peixe com formiga saúva (Quinhapira)?

No dia que eu cheguei aqui na pousada, uma das primeiras coisas que o Rico me disse é que eu tenho que experimentar Quinhapira, o melhor prato aqui da região. Ontem, nós fomos logo de manhã cedo à feira, onde se encontram todas as comidas típicas do Alto Rio Negro. Na primeira banquinha que a gente passou na frente, o Rico perguntou se tinha café da manhã. A mulher respondeu prontamente: “Sim. Quinhapira”.

Quinhapira no café da manhã? Este prato é uma caldeirada de peixe, mas uma caldeirada especial. “Quinha” significa pimenta, e “pirá”, peixe. Ou seja, a quinhapira é um peixe apimentado. Mas não é só isso, o segredo esta na adição de formigas saúvas no caldo, o que segundo Rico, confere um gosto agengibrado à iguaria. Não se esqueçam que o meu pediatra disse que formiga é muito nutritivo.

Quanto à pimenta, eu descobri no blog do Raimundo Benjamim, professor da escola Baniwa Coripaco Pamáali, que « desde os tempos antigo, a pimenta vem sendo usado como purificador de alimentos pelos Wakoenai, uma auto-denominação deste povo. A produção da pimenta é quase exclusivo das mulheres. Plantam, colhem e fazem o processamento. Existem vários tipos de pimenta, o mais conhecido é a jiquitaia, que é uma mistura de pimenta em pó com sal. »

E apesar ter peixe no nome, não necessariamente o prato leva peixe, pois este é também o nome do molho. « Com peixe ou sem peixe, a quinhapira é oferecida na hora do mingau, com o qual combina bem. É um prato com pimentas verdes cozidas com peixe. No Içana, os pratos de quinhapira dão show nos eventos religiosos, como a Santa Ceia e Conferências. »

Vai encarar ?

Anúncios

Sobre isisvalle

New media journalist, digital inclusion researcher and nutritionist to be.
Esse post foi publicado em Português e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Vai um peixe com formiga saúva (Quinhapira)?

  1. Edu Élleres disse:

    Vejamos… peixe, pimenta e bunda…
    Só pode ser bom!

  2. Alejandra disse:

    Já imaginaba o assunto da alimentação que Vc. está passando aí,mas os indigenas acho em geral entendem quando vc. não quer ou não pode comer o que oferecem… Porém ai acho tem mais opções para Vc. “sobreviver”;;;rs;;;rs;;;eu onde estive (Nordeste)como te contei era muito igual a nosso estilo de vida, artificial, calórico, sem vitaminas,…na região que Vc. está é tudo muito diferente!!!
    Ainda não li a tua nota da FUNAI, venho chegando recem, no trabalho vou ler com calma, gostei dessa noticia.

  3. É um prato com pimentas verdes cozidas com peixe ! Melhor do que o meu pimentão verde com atum ?! 🙂

  4. Chris disse:

    Putiz, por mais que eu confie muito, muito, muito no seu pediatra, não rola comer formiga… E afinal, experimentou? Tomou o anti alérgio?!

  5. benjamimray disse:

    Legal o blog, é isso aí…Muitas novidades neste blog em breve.

    Abraços!!

    Ray

  6. cleane do valle disse:

    Seu negocio é ficar longe mesmo do bichinhos, né? bjs e por falar nisto seu pediatra está bem aki ao lado e arregalou os olhos qd ouvio a leitura do comentário pq vc realmente entendeu o recado,certo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s